Exposição “Eu com meus botões” – Sônia Corrêa

Eu com meus botões – Sônia Corrêa

De peça decorativa (símbolo de status) à utilitário recurso na fabricação de roupas, de lembrança do broto jovem ao corpo esférico onde o escrito EJECT cospe o cd pra fora – o botão representou vários conteúdos e funções na História da humanidade até agora. Há 5.000 anos atrás já tinha um botãozinho pendurado nas vestes de alguém no Vale do Indo.

Foi na França que a indústria do botão floresceu com materiais como madrepérola, marfim vegetal e osso, mas o primeiro emprego do botão foi dado por uma companhia de energia elétrica que desenvolveu um interruptor de luz. Hoje existem botões que nem existem: instrumentos do universo virtual realçando nosso quadro da realidade. Neste cenário a exposição da artista Sônia Corrêa celebra os botões: da História ao sonho, da tinta ao osso, do pensamento à ação.

Costurando através de linhas e narrativas imagéticas, Sônia Corrêa apresenta em EU COM MEUS BOTÕES, 15 quadros e 2 esculturas, a serem dispostos no espaço insinuando a trajetória histórica de transformação daquilo que conhecemos como botão. A principal técnica empregada nos quadros é a de pintura óleo sobre tela, com aplicação de botões em osso e chifre. As cores vão de intensas e multicores à tons pastel. O tema vai levantando cenas e referências com senso de humor e liberdade, atingindo uma precisão estética na diversidade.

A exposição EU COM MEUS BOTÕES ao se referir a este objeto meio esquecido, meio o tempo todo conosco, propõe também um estudo comparativo do humano que costurava nas roupas botões representantes de seu prestígio e o humano que clica ícones num ambiente virtual. Milênios de aprendizados em objetos tão miúdos. Dos pequeninos o seu gigantismo: EU COM MEUS BOTÕES convida o público à explorar estas conexões. START

Texto de Maíra Espíndola

 

Anúncios