Exposição “MOSTRA DE ARTE INGÊNUA DE MATO GROSSO DO SUL” – coletivo de pinturas de Analu Martins, Antônio Lima, Agnes Rodrigues, Anelise Godoy, Patrícia Helney, Cecílio vera, Lúcio Larangeira

Sem desautorizar expressões como primitivo, naïf, autodidata, instintivo, primitivo moderno ou neo-primitivo e ínsito, Jacob Klintowitz considera mais apropriado o termo ingênuo para qualificar “o artista [que] não tem formação acadêmica, não tem filiação histórica determinada, é instintivo, tem um dom inato.” (1985, p. 19).

A produção dessa arte ingênua contemporânea teve origem com o artista francês Henri Rousseau (1844-1910) e, mesmo enfrentando resistência inicial, se difundiu e foi reconhecida internacionalmente em seguida.

O Brasil tem sido expressiva reserva na produção de arte ingênua. Pintores como José Antonio da Silva, Alcides Santos, Heitor dos Prazeres, Chico da Silva e Ranchinho, entre outros, foram consagrados pela crítica, pelos colecionadores, ganharam renome e conquistaram mercado.

Poucos sabem da importância da arte ingênua sul-mato-grossense em nossos dias. Diversos de seus representantes têm sido premiados em salões nacionais, a exemplo dos promovidos pela Bienal de Naïfs do Brasil em Piracicaba, São Paulo.

Por isso ganha importância a presente mostra do MARCO. Ela torna acessível ao público em geral a produção de alguns dos principais nomes da arte ingênua no Estado. Como se fosse um mosaico, Agnes Rodrigues, Ana Luiza Martins, Anelise Godoy, Antonio Lima, Cecílio Vera, Lúcio Laranjeira e Patrícia Helney representam o Pantanal, o Cerrado e a Fronteira. Nas telas, as práticas culturais desses espaços afloram e se expressam por meio de suas singularidades. Ganham o primeiro plano as festas populares, as atividades de lazer, as práticas religiosas, o cotidiano do trabalho, o encantamento com a natureza e o alerta contra os perigos que a ameaçam. São instantâneos históricos e, como tal, registros da memória cultural. Logo, ajudam a desvelar quem são os sul-mato-grossenses.

 

Gilberto Luiz Alves

Anúncios