Exposição: O Olho da Garça

A PINTURA NO OLHO DA GARÇA

A série “O olho da garça”, proposta como exposição pela artista Jussara Stein, traz para primeiro plano o papel da pintura, ao mesmo tempo em que devolve o tema para segundo plano. Neste movimento, obriga o observador a compreender a pintura enquanto ela mesma e a pintura como significado. Ainda que o referencial figurativo perpasse todas as telas, nosso olhar recai sobre os grandes planos pictóricos, que ali estão dados pelas largas pinceladas, resultantes do gesto decidido da artista de marcar a própria obra.
Está em curso uma tematização da pintura por meio da qual a artista organiza o seu material com vistas a dotá-lo de significado. É nesta organização que o domínio técnico de Jussara Stein (resultado de um longo processo de formação tanto acadêmica quanto do diálogo com outros artistas) encontra sua melhor performance.
Está em curso também uma tematização resultante de um olhar treinado para ver o real e potencializá-lo por meio das cores, das pinceladas e das formas. O que se vê difere radicalmente daquilo que uma pintura nos dá a ver e é nesta diferença que reside o papel da pintura e da arte desde a Antiguidade. O “olho da garça” aqui proposto remete à capacidade de apreender um entorno maior com os olhos, oferecendo um foco mais ou menos nítido sobre determinados aspectos da realidade. Se o mais nítido conforta, o que está insinuado ou velado, instiga. Este é o jogo aqui proposto. O que está em tensão é a capacidade da artista de dizer e não-dizer, de mostrar e velar segundo as suas próprias regras, cabendo ao observador encontrá-las.

Maria Adélia Menegazzo
Critica de arte – ABCA-MS

Anúncios