Exposição: Liames

LIAMES

A Exposição Liames apresenta os mais recentes trabalhos das artistas Cristhina Bastos e Kyria Oliveira, investigações que estão em pleno estado de reflexão.
Enquanto se finca em um movimento de resgate, o trabalho de Kyria Oliveira assume as formas do passado gravadas pelo tempo em seu ateliê. É com precisão que examina a paisagem escrita naquela paredes e resgata uma passagem inscrita no presente: as formas observadas se transforma em padrões de uma história que a artista quer contar, garantindo que a fragilidade da memória não corrompa. Por outro lado, também revela um pouco do universo particular que a rodeia escrevendo um narrativa contida em outra.
Já Cristhina Bastos parece experimentar, em pleno acontecimento nessa exposição, uma trama que conta a evolução de seus casulos, que ora protejam e guardam, mas também irrompem no espaço pela fluidez de sua tecitura. Podem evocar a artesania dos processos manuais, lentos e insistentes da forma mas também chamam à fragilidade da pele, em suas delicadas constituições. Podendo se desfazer com um simples gesto decisivo (mas não imutável) e em um trânsito contrário ao resgate do que já passou os casulos se deslocam sempre para o futuro: conte e são contidos pelos fragmentos de suas transformações.
Das maquetes às obras em suas escalas finais (ou provisórias), Liames procura o caminho que se encontra na poética do outro, o que nos liga às questões do mundo e à constante resilência humana. A exposição permite aproximar os casulos-processos de suas artistas ao público e convida à construção de uma materialidade fugaz por meio de suas histórias, sombras e sobreposições sempre em mutação.

Clara Sampaio
curadora independente e arquiteta, mestre em Artes pela Universidade Federal do Espírito Santo.

Anúncios