Exposição: Uma Temporada na Baía Vermelha – Serra do Amolar

3ª Temporada de Exposições 2015
29 de setembro a 29 de novembro de 2015
Exposição: Uma Temporada na Baía Vermelha – Serra do Amolar
Artistas: Alex Cerveny, Ernesto Franco, Marina Faria e Ulysses Bôscolo

Uma temporada na Baía Vermelha – Serra do Amolar

A história da arte é pontilhada de exemplos de artistas viajantes (especialmente na história da arte do país em que vivemos). Inúmeras missões foram pontuadas por registros em desenhos e aquarelas; gravuras, cartas e fotografias (a maioria delas formadas no campo, na terra batida das novas estradas ou velhos rios que correm o Brasil). Mas se pensarmos bem, ainda hoje é assim. Pouco conhecemos de determinados pontos do país. O papel do artista viajante muda de acordo com a época em que ele vive. O território muda, a expansão dessa arte de registros transforma-se lentamente aos olhos do público numa arte poética de grande escala, onde diversos meios são empregados, inclusive o cinema.
É preciso de tempo para poder apreciar o que foi feito do mesmo modo que é preciso tempo para acreditar que a presença diante de um rio, de um lago, de coisas vivas como os pássaros e as nuvens possam fazer sentido.
O artista sabe que a busca pela luz dessas experiências intensas que a natureza oferece nos arquivos dos seus pés, de suas mãos, de uma postura singular diante dos elementos é muito rara. Ele anseia por histórias, por momentos em que o sol desenha no horizonte as mudanças sutis em seus próprios conceitos de produção.
Um contato intenso.
Durante quinze dias, em junho de 2014, os artistas Alex Cerveny, Ernesto Bonato, Marina Faria e eu, (urbanos por nascimento) experimentamos a convivência com a paisagem e os habitantes da Serra do Amolar, intercalando caminhadas, cavalgadas e passeios de barco pela Baía Vermelha, Lagoa Mandioré e meandros do Rio Paraguai com o trabalho em um ateliê improvisado na fazenda Santa Tereza, que muitas vezes respirou à luz de velas, as sessões de desenhos e pinturas entre eles, demarcando ali novas fronteiras poéticas em suas trajetórias.
O objetivo desta exposição é compartilhar (ainda que seja apenas uma fração) a produção ali realizada.

Ulysses Bôscolo

DSCN8024

DSCN8025

DSCN8029

DSCN8031

Anúncios