EXPOSIÇÃO: COMPENSADO

2ª Temporada de Exposições 2015
23 de junho a 23 de agosto de 2015
Exposição: Compensado
Artista: Cássio Leitão

…quem somos nós, quem é cada um de nós senão uma combinatória de experiências, de informações, de leituras, de imaginações? Cada vida é uma enciclopédia, uma biblioteca, um inventário de objetos, uma amostragem de estilos, onde tudo pode ser continuamente remexido e reordenado de todas as maneiras possíveis.
CALVINO, Italo. Seis propostas para o próximo milênio. São Paulo, Companhia das Letras, 1990, pg.138.
O escritor Italo Calvino, em uma série de conferências as quais procuravam pensar quais as virtudes a humanidade deveria cultivar durante o desenvolvimento do século XXI, dedica um capítulo exclusivo à questão da multiplicidade. O autor analisa, através de comentários baseados em textos literários, o anseio contemporâneo em saber tudo, a sedução e a desmesura do desafio de conter a totalidade do conhecimento do mundo, encerrando-o num círculo, cuja ambição seria englobar todo o possível, ouvir todas as vozes, acomodar todos os sujeitos e abraçar todos os olhares.

Calvino observa que a tentativa de compreender o mundo na multiplicidade de seus códigos, torna a tarefa inconclusa, por força de seu próprio sistema vital. O mundo vai dilatando-se ou adensando-se em seu interior, no conjunto das teias de visões pluralistas e multifacetadas que vão se multiplicando, com potencial infinito.

A série Compensado, de Cássio Leitão, parece conter a virtude da multiplicidade. Cada pintura, individualmente, possui um pensamento pictórico particular, próprio e interessante. Porém, o artista não se atém ao fato, logo realiza outra pintura, já que um pensamento o levou a outro; e rapidamente ele tece uma teia de soluções pictóricas em composições de conotação e efeito variados.

Não há narrativa linear, os acontecimentos da pintura se dão em fluxos, ora expansivos, ora contrativos; por vezes contraditórios ou acumulativos. Um aspecto levantado aqui, uma solução pictórica, uma forma, uma côr, é repetido alí, de outra maneira, visto de outro ângulo, pensado em outra cor. Por força de sua própria vocação constitucional, a tarefa da pintura do Compensado é inconclusa e potencialmente infinita.

Fica evidente nas pinturas de Cássio Leitão a rapidez de execução, a pintura de qualidade “breve”, a qual permite descrever estruturas pictóricas inventivas e expressivas com densidade individual, mas que ganham corpo pela concentração modular e acumulativa de sua potencialidade infinita.

No seu conjunto, a série Compensado é uma “longa” pintura, composta de pinturas “breves”.

Monica Tinoco
Março/2015

DSCN8939

DSCN8935

DSCN8943

DSCN8942

DSCN8940

DSCN8954

Anúncios