Exposição: Deixa…

3ª Temporada de Exposições 2014
12 de agosto à 12 de outubro de 2014
Exposição: Deixa…
Artista: José Abilio Escalante

Deixa…o conceito
Consciência, aceitação e vida

“Deixa”, uma palavra simples mas ao mesmo tempo complexa… aos olhos das agitadas pessoas uma palavra qualquer, para um apaixonado da vida um pequeno segredo de como vivê-la…frente aos olhos do artista um conceito profundo.
“Fazer” procura infringir, deter, reter, modificar, trocar… em poucas palavras, uma preocupada ação nesta infinita realidade.
“Deixar” é o que murmura a alma…permitir que o universo continue e permaneça expressando-se.
A arte é o exercício do deixar e permitir que as cores, os traços e as ideias expressem por meio do artista tal como são, sem serem julgadas e se escrevam no acolhedor livro da vida. Deixar é entender que a arte chega como uma brisa que nos visita e logo se vai, um instante, um presente, algo irrepetível.
Não se pode acumular arte sem deixar que a arte tambem se vá, transforma-se e se despede sem egoísmo…deixar ir é aprender receber o que vem.
Deixar não é abandonar; o certo é abandonar-se (a si mesmo) e deixar que aconteçam os presentes da vida…
Deixar é aceitar, permitir…deixar ser
Deixar é parar de parar.
Deixar é aceitar o efêmero com sabedoria…
Deixar é abandonar o medo e entregar-se
Deixar é confiar
Deixar …mais que um vazio é uma aceitação.
Deixar é aprender a despedida deste instante e deixar que chegue o seguinte.

Este texto fundamenta-se na filosofía da vida de José Abilio Escalante Ribeiro
(inspirada pela canção “deixa” do poeta brasileiro Vinicius de Moraes y Baden Powell)
Interpretado por Arturo Rojas Yanguas (psicólogo, músico e ator), texto original em espanhol
San José de Chiquitos – La Paz, Bolivia 2014

DSCN6312

Anúncios