Exposição: Mais para o Centro

2ª Temporada de Exposições 2014
01 de junho à 03 de agosto de 2014
Exposição: Mais para o Centro
Artista: Coletiva de artistas da Região Centro-Oeste

O conjunto de obras artísticas que compõe uma coleção ou um acervo possibilita para a ação curatorial maneiras diversas de se articular o conhecimento e a interpretação estética que damos às obras de arte.

Efetuar novas avaliações para as obras, reorganizando-as interessadamente a partir de um critério de seleção, é um exercício de conexão, de experimentação e especulação que permite o reposicionamento da condição narrativa que essas obras assumiram inicialmente.

Mais para o centro, título dessa exposição, propõe apresentar alguns dos artistas que estão ou já produziram nos Estados do Centro-Oeste brasileiro, sem a pretensão de se querer representar uma visualidade característica que defina essa região, visto que, apesar de uma proximidade geográfica, cada lugar possui e produz elementos de cultura bem peculiares.

Assuntos e interesses diversos são adotados na construção de discursos particulares que se apropriam da condição humana para o estabelecimento das complexas relações culturais. Tempo, memória, poder, lugar são alguns dos elementos articuladores das práticas artísticas aqui reunidas e revelam o amplo campo expressivo dos artistas que trabalham em locais que ainda não foram plenamente inseridos no roteiro do sistema da arte no país.

O propósito de ações dessa natureza não traduz um sentimento de menos-valia ou pretende reafirmar uma condição de isolamento. O que se quer evidenciar é a necessidade de reposicionamento da cartografia cultural brasileira, deslocando a atenção de instituições que determinam as regras das políticas culturais, oficiais ou não, em direções periféricas, e, nesse sentido, desviando mais recursos e interesse para a produção artística do centro do país.

Essa mostra confirma a diversidade da arte brasileira. Não configura uma visualidade singular do Centro-Oeste, mas traduz a identidade plural de artistas que produzem reflexões e questionamentos em consonância com o que se vê frequentemente explorado nos circuitos hegemônicos.

No centro do país encontramos obras significativas produzidas por Ana Ruas, Beto Lima, Camila Soato, Carlos Nunes, Dalton Oliveira de Paula, Divino Sobral, Edson Castro, Evandro Prado, Genésio Fernandes, Gervane de Paula, Helder Rocha, Jorapimo, Humberto Espíndola, Lú Sant’Anna, Marcelo Solá, Mercedes Barros, Ovini Rosmarinus, Priscilla Paula Pessoa, Paulo Rigotti, Rafael Maldonado, Vânia Pereira, Virgílio Neto, Zilá Soares, entre tantos outros.

Os trabalhos escolhidos integram o acervo do Museu de Arte Contemporânea de MS (MARCO) ou pertencem a coleções particulares, em Campo Grande, e foram cedidos para complementar a proposta conceitual que buscou evidenciar a autonomia das investigações estéticas dos artistas aqui reunidos, sem que se precise categorizá-los pela realidade ou pela geografia cultural que os envolvem.

Rafael Maldonado
Curadoria, maio de 2014

DSCN5812

DSCN5805

DSCN5655

Anúncios