Ariadne Cantú lança “Mãos ao Alto! Passa o Boné!”

A Fundação de Cultura de Mato Grosso do Sul realiza na quarta-feira (23 de outubro), às 19h30, no MARCO (Museu de Arte Contemporânea) o lançamento do livro “Mãos ao Alto! Passa o boné!”, da escritora Ariadne Cantú e publicado pela editora Alvorada.

A escritora Ariadne Cantú já é conhecida pela sensibilidade para escrever sobre as temáticas ligadas à infância e à juventude. Em sua mais nova obra, “Mãos ao Alto! Passa o Boné!”, lançada pela Editora Alvorada, a autora aborda com maestria um problema social, para despertar uma reflexão sobre o tema na sociedade.

“O tema sempre é muito atual, pois a violência e os problemas de conduta antissocial do adolescente fazem parte de um dos maiores problemas enfrentados pelos pais e professores. Minha vivência na área da infância e juventude me proporcionou um prisma muito privilegiado de toda esta problemática, que perpassa sempre por problemas de estrutura social de apoio, preparação da escola e acompanhamento da família”, analisa.

Livro Ariadne Cantú

A obra que será lançada no Museu de Arte Contemporânea da Fundação de Cultura traz como personagem principal a jovem Diana, uma linda menina que mora na periferia, tem dificuldades financeiras, sofre com a falta de carinho da mãe e que acaba conhecendo o mundo do crime.

“Acompanhei muitas ‘Dianas’ na vida real, na minha vivência na área da infância e juventude e, portanto, a história é cheia de realismo. Diana é uma menina pobre que sonha em ter uma vida melhor para si e sua família e vive conflitos familiares típicos de sua idade. Para se proteger, usa a violência como instrumento e acaba se dando mal. No meio do trajeto existem tramas familiares que abordam situações reais criadas pelo desespero, por dificuldades econômicas e desagregação familiar”.

Segundo a autora, a linguagem da obra é informal para que os jovens se identifiquem de forma natural. “A linguagem do livro é a usada pelos adolescentes. Usando as palavras da revisora principal da obra, a professora Matilde Nantes, ‘o adolescente não coloca palavras na prateleira’. Ele as cria e constrói no seu universo e seu universo sempre terá de ter sonho e esperança. Mas na vida real nem sempre as vivências se realizam em sonhos bons, às vezes acabam em pesadelos, como os vividos por Diana no livro”, destaca Ariadne Cantú.

Procuradora de Justiça, Ariadne é uma pessoa envolvida com os problemas sociais e educacionais. Justamente por isso a preocupação em provocar no leitor uma proposta de mudança e esperança. “Acho de todo pertinente trazer esse assunto à baila, pois ele envolve a todos e diz respeito a uma realidade emergente em que praticamente todos os adolescentes estão envolvidos. A adolescência é caracterizada por ser um período de muitas transformações físicas e emocionais e os contextos sociais e familiares compõem um universo muito potencializador de conflitos para eles”, defende.

Defensora do incentivo à leitura, Ariadne é autora de muitos outros livros, dentre eles: “Enquanto Mamãe não Vem”, “Planeta dos Carecas”, “30 Dias”, “Garatujas” e “O Barato das Baratas”. “Acho que a leitura proporciona uma reflexão que sempre aponta um caminho e este caminho pode ter muitas direções. No caso do livro, pretende provocar uma reflexão sobre todas as nuances que envolvem a vida do adolescente exposto a certas situações de violação de direitos, como os familiares, sociais e econômicos”.

Sobre o lançamento de mais um livro: “Fica uma deliciosa sensação de participar da construção de um momento único na vida dos leitores adolescentes. A sensação de trilhar junto com eles um caminho para o autoconhecimento e a ampliação de uma consciência de responsabilidade sobre seu futuro.”

Serviço: O lançamento do livro “Mãos ao Alto! Passa o boné!”, da escritora Ariadne Cantú acontece dia 23 de outubro (quarta-feira), às 19h30, no MARCO (Museu de Arte Contemporânea).

Reportagem: Kátia Kuratone

Anúncios